Na sexta feira, dia 09 de agosto, a Secretária Municipal de Saúde Juliana Cides, juntamente com os servidores Camila Grott, da Vigilância Sanitária e Roberto Mota, do VIGIÁGUA estiveram presentes no evento, Dia de Campo - Promovendo Saúde, na Comunidade Rural em São Sepé. No encontro foi abordada a importância da utilização dos equipamentos de proteção individual (EPIs) pelos agricultores durante a aplicação de agrotóxicos na lavoura, além de outras questões de saúde.

“Viemos até o evento para levar experiências para implantarmos o VIGISOLO (Vigilância em Saúde de Populações Expostas a Áreas Contaminadas), pois temos plantadores de fumo, de soja, arroz, milho e outras culturas, sendo a agricultura a base da economia do município. Este assunto é de suma importância, pois os nossos agricultores não tem informações sobre a necessidade do uso dos EPIs, e do mal que os agrotóxicos causam à saúde. No nosso posto de saúde existem inúmeros casos de intoxicação por agrotóxicos”, declara a Secretária Juliana Cides.

A intoxicação por agrotóxicos a longo prazo pode causar problemas de saúde graves como: alteração do sangue e do funcionamento do fígado, dos rins, dos ovários e da próstata, problemas respiratórios, aborto, malformação, impotência, depressão e risco aumentado de câncer. Por isso a importância da implantação do VIGISOLO e da conscientização da população sobre a necessidade de todos os cuidados com o manuseio dos agrotóxicos para proteção da saúde do trabalhador.

Estavam presentes representantes do Centro Estadual de Vigilância em Saúde, representantes da 4° Coordenadoria Regional de Saúde, além do prefeito de São Sepé, Léo Carlos Giardelo e Secretários Municipais de Restinga Seca e de São Sepé.

CONFIRA AS FOTOS NO LINK AO LADO: https://www.facebook.com/pg/Prefeitura-de-Para%C3%ADso-do-Sul-349083675538547/photos/?tab=album&album_id=722725748174336

WhatsApp Image 2019 08 12 at 16.28.31