Na última quarta-feira, 06 de novembro aconteceu no gabinete do Prefeito, Artur Ludwig mais uma reunião sobre o Videomonitoramento para debater sobre o andamento do mesmo.

A Prefeitura Municipal entendendo o andamento do projeto se comprometeu a repassar ao CONSEPRO, a sobra do orçamento da Câmara de Vereadores de Paraíso do Sul, não utilizado no respectivo ano sendo, 50% do valor ao Hospital da Vila Paraíso (já acordado anteriormente) e os outros 50% para o projeto Paraíso do Sul Mais Seguro.

A Execução do projeto tem passado por várias etapas, reuniões, criação da comissão, busca por exemplos da Implantação do Sistema em outras cidades, elaboração do projeto técnico, audiência pública, inclusão do município no SIM-RS (Sistema de Segurança Integrada com os Municípios). Durante este tempo foi mandado ofício para Receita Federal sobre a possibilidade de uso de Materiais apreendidos, encaminhamento de ofício ao Fórum para uso de recursos das penas alternativas, encaminhamento de ofício aos Deputados para recursos de emendas parlamentares, busca por parcerias com empresas, doações e apoio da Brigada Militar, Polícia Civil e Câmara de Vereadores.

O Projeto está em fase de teste, as imagens serão armazenadas na Brigada Militar, onde já foi instalada a bancada para o monitoramento, instalação elétrica com seus equipamentos de proteção, sistema de gravação de imagens e a rede ethernet para o tráfego das imagens das câmeras no município.

Temos 5 (cinco) pontos na cidade onde as câmeras serão colocadas para dar início a fase de testes.

  • No trevo de acesso a Paraíso do Sul com a Rua Max Muckler. (fase de teste)
  • Rua Max Retzlaff com a Rua Augusto Rohde. (fase de teste)
  • Avenida Primeiro de Janeiro com a Rua Max Muckler. (fase de instalação de câmeras)
  • Avenida Primeiro de Janeiro com Rua Emilio Ludwig. (fase de instalação de câmeras)
  • Rua Willy Roos com Rua Matias Paul Gotthradt ( fase de instalação de câmeras)

Para os demais pontos já foi iniciada a colocação de tubos de proteção por parte da Secretaria de Obras e postes de concreto doados pela CELETRO, e as instalações serão concluídas no decorrer do andamento do projeto.

Seguimos buscando doações da comunidade, empresas, pois desta forma incluir em nossa cidade um projeto de segurança que visa monitorar 24 horas por dia, sete dias da semana, ampliando assim a segurança dos munícipes, não esquecendo que este projeto foi pensado para atender outras localidades do município, tanto na área urbana e interior.  Um bom exemplo que temos é a iniciativa do empresário Alcivio Kemmerich, que junto aos seus vizinhos conseguiram recursos, ampliando o projeto e assim instalar um ponto de vídeomonitoramento próximo as suas residências.

videomonitoramento